Resenha: Divergente - Verônica Roth

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Eu tenho exercitado muito um hábito que gosto, Ler, então, no ultimo mês fiz uma grande compra no submarino, e vocês poderão ver meu vídeo de book Haul em breve.

Mas, vim contar para vocês hoje as minhas considerações sobre o primeiro livro da série Divergente, que possui o mesmo titulo.


Nesse livro, começamos a entender e descobrir a personagem principal, Beatrice Prior. 

Vivendo numa Chicago futurista, onde a comunidade foi isolada após uma suposta guerra, sendo separadas em facções: Erudição, Abnegação, Amizade, Audácia e Franqueza, Beatrice se sentia no lugar errado.



Fazendo parte da Abnegação, ao completar 16 anos, ela e todos são obrigados à escolher sua facção,  ficando na que estão ou escolhendo outra ao qual será dali em diante sua família.

Entretanto, antes da cerimonia de escolha, todos devem passar por um teste de aptidão.

Em seu teste Beatrice é surpreendida com a noticia de ser Divergente, contudo, esse informação era sigilosa, uma vez que poderia causar sua morte.

No dia da cerimônia, Beatrice escolhe deixar sua facção de origem e se juntar a Audácia.

Lá ela terá que superar obstáculos e desafios, uma vez considerada "careta", ela passa a demonstrar uma predisposição para a aventura.

Na audácia ela conhece Quatro, seu superior, que a ajuda a se superar e conhecer o amor.

O livro é uma distopia, que confesso gostar muito, muito envolvente, que te prende do começo ao fim, te deixando com vontade de continuar até o fim (que foi o que fiz).

Não vou mais falar, nem contar detalhes para que vocês se sintam curiosos a também conhecer a história.



Como o próprio livro incita: 


"as nossas escolhas podem nos transformar"


O filme foi lançado este ano e temos a data prevista de lançamento do segundo: março de 2015.








1 comentários :

  1. Adorei seu texto :) Ganhei a trilogia de aniversário e pretendo ler em breve! Beijos ;*

    ResponderExcluir

 
-