A Primeira dentição do bebê

Olá pessoal, tudo bem com vocês?
Hoje venho falar pra vocês sobre um momento em que estamos passando aqui em casa, os temidos nascimentos dos dentes. Sei que muitas de vocês já passaram por isso, mas para aquelas que ainda vão passar ou estão passando, vou colocar dicas do que podemos fazer para aliviar o incomodo dos nossos bebês.

Como lidar com os incômodos dos dentes do bebê

Quais são os sintomas ligados ao nascimento dos primeiros dentes?

Na realidade, os especialistas não chegaram a uma conclusão sobre se o nascimento dos dentes por si só provoque sintomas, como diarreia, febre ou mau humor. Muitos profissionais acreditam que essas manifestações não tenham relação com a dentição e que simplesmente coincidam com ela. 

Ainda assim, muitos pais contam que seus bebês ficam muito irritados e até doentes quando os dentinhos estão despontando. Nem todas as crianças, no entanto, sofrem da mesma forma nesta fase. 

Os sintomas mais comuns relacionados à erupção dos dentes são: 



  • Baba (que pode depois provocar uma irritação na pele ao redor da boca)
  • Inchaço e sensibilidade na gengiva
  • Irritabilidade e mau humor
  • Tentativa de morder tudo o que está pela frente
  • Falta de apetite
  • Problemas para dormir

Apesar de alterações no cocô, nariz escorrendo e febre serem também sintomas apontados por diversas famílias quando um novo dente está surgindo, a maioria dos especialistas não acha que a dentição é a culpada por eles e que outros sinais de alguma doença é que devem ser procurados. 

O pediatra T.Berry Brazelton diz, no entanto, que o estresse associado à erupção dos dentes pode baixar a imunidade e deixar os bebês mais vulneráveis a infecções. 

Na dúvida, se você achar que seu filho não está bem, tire a temperatura dele para verificar se está com febre e procure o médico para examiná-lo. Muitas vezes, infecções de ouvido podem incomodar demais uma criança sem os pais perceberem de onde vem o problema. É preciso tomar cuidado para não atribuir um mal-estar ao nascimento dos dentes e deixar de tratar uma infecção que precise de outras medidas. 

Existem ainda situações raras em que os dentes apresentam dificuldade de romper, causando grande inchaço e vermelhidão na gengiva. Com aparência de "bolas vermelhas", os chamados cistos de erupção provocam desconforto para a criança, como irritabilidade, dor na gengiva e relutância para se alimentar.


O que fazer para amenizar o desconforto dos dentes?

Um mordedor daqueles que podem ser armazenados por alguns minutos na geladeira geralmente alivia o incômodo na gengiva. Se o bebê já estiver se alimentando com comidas normais, alimentos mais frios como um purê de maçã, um pudim de leite ou um iogurte de frutas podem ajudar também.
Um método simples que não envolve alimentos é passar um dedo bem limpinho pela gengiva inchada do seu filho. Faça uma massagem firme até ouvir um barulhinho da fricção, que será, além de tudo, uma ótima distração. O alívio é temporário, mas o bebê ficará agradecido e, acima de tudo, confortado pelo seu toque. 

Se nada disso ajudar, alguns médicos costumam receitar analgésicos à base de paracetamol. Mas consulte sempre o seu pediatra antes de dar qualquer medicação ao bebê, porque a prescrição depende do peso e da idade do seu filho. 

Nunca dê nenhum remédio com aspirina na fórmula, já que seu uso está associado a uma doença que pode ser fatal, a Síndrome de Reye, além de poder desencadear processos alérgicos e hemorrágicos. 


Posso passar aquelas pomadas para aliviar a dor?

Pomadas tópicas para as gengivas devem ser receitadas pelo médico, porque elas podem causar reações alérgicas. Produtos que contêm benzocaína requerem ainda mais cuidado. É raro, mas podem provocar uma grave condição em que a quantidade de oxigênio no sangue cai para níveis perigosamente baixos. Nos Estados Unidos, por exemplo, é proibido vender produtos à base de benzocaína sem receita médica para crianças de menos de 2 anos. 
Outra complicação das pomadas é que não ficam exatamente no lugar em que são aplicadas. Mesmo se espalhadas diretamente na gengiva do bebê, ele pode acabar engolindo parte do creme ou gel junto da saliva, provocando um amortecimento na garganta, que pode causar sensação ruim, engasgo, dificuldade de engolir, aspiração de alimentos para as vias respiratórias e até problemas para respirar. 



Além dessas informações importantes acima, quero contar pra vocês como vai a evolução aqui em casa.
Lorenzo hoje, está com 1 ano e 2 meses, mas o crescimento dos dentes dele não segue a ordem normal de desenvolvimento.


Conforme a imagem acima, no decorrer dos meses há uma expectativa quanto ao nascimento dos dentinhos dos bebês. Porém, aqui Lorenzo pulou uma fase. Ele possui os quatro dentinhos superiores, dois dentinhos inferiores, e um molar inferior.


Sabemos que é um grande incomodo para os nossos bebês o nascimento dos primeiros dentinhos, então existem algumas formas de podermos aliviar.



O uso do nenê dent, sem duvida alivia bastante o incomodo da coceira, porém deve ser usado em pequenas quantidades e com prescrição médica.
Uma vez que possui agentes anestesiantes, se usado em quantidade excedente pode causar problemas.




Outro meio que se pode utilizar é a Camomilina C. Muitas pessoas me disseram que se trata de um xarope, que irá acalmar o bebê, porque sabemos como eles ficam quando está para eclodir algum dentinho.

Além desses meios, as vezes as crianças podem apresentar outros sintomas como febre e diarreia. Nesses casos, verifique com seu médico a utilização de antitérmicos e analgésicos. Quando à diarreia, hidratar o bebê é fundamental.
Procurem o pediatra.
Tudo aqui são dicas do que vivi e estou vivendo, mas o melhor é procurar o médico em casos de dúvida.

Espero que tenham gostado, comentem e deixem suas opiniões e dúvidas.

Beijos

0 comentários :

Postar um comentário

 
-